Rua Senador Lúcio Bittencourt, 90
Carlos Prates | Belo Horizonte
MG - CEP 30710-070

Para vender mais, evite cometer erros em suas estratégias de merchandising no PDV

merchandising no pdv

Para cativar e fidelizar clientes, você deve fazer com que a experiência deles no processo de compra seja a melhor possível.

Em cada etapa de comercialização, é importante ser cuidadoso e tentar atingir a perfeição em suas estratégias e ações de merchandising no PDV.

Antes de tudo, planeje cada detalhe no seu Ponto de Venda, da fachada à exposição dos produtos.

Neste artigo, catalogamos os erros mais comuns de merchandising no PDV. Leia e, depois, evite cometê-los.

Fachada e vitrine pouco atraentes

A fachada e a vitrine de uma loja são como cartões de visitas.

Elas têm de ser atraentes, informativas e passar credibilidade ao cliente.

Ambas influenciarão diretamente na quantidade de visitantes que o seu PDV terá.

Fachada e vitrine pouco chamativas podem afastar clientes em potencial.

Fachada e vitrine devem impactar visualmente e se destacar em relação às fachadas e vitrines vizinhas.

Além disso, a fachada de sua loja deve comunicar ao cliente a essência de sua marca.

Nas vitrines, evite esses erros: 1) Excesso de produtos à mostra; 2) Desorganização na exposição dos produtos; 3) Cores excessivas ou desarmônicas.

E é importante atualizar constantemente os produtos expostos na vitrine.

Se não fizer isso, você passará a impressão de que os produtos dentro da loja também não apresentarão novidades. Um desestímulo à curiosidade e ao interesse do consumidor.

Muita ou pouca iluminação

A iluminação é outro fator importantíssimo para o sucesso ou o fracasso do merchandising no PDV.

Um local mal iluminado é negativo em vários aspectos.

Em primeiro lugar, o consumidor terá menos chances de enxergar e identificar os diferentes produtos.

Pouca iluminação deixa o ambiente tristonho e sombrio.

As pessoas tendem a ficar mal-humoradas em locais assim.

Por outro lado, uma loja iluminada demais pode causar incômodo aos olhos das pessoas.

Prefira sempre uma iluminação bem-feita, criando com ela ambientes favoráveis à empatia e ao conforto do cliente.

Sinalização confusa, agressiva, ineficiente

As sinalizações em um Ponto de Venda devem servir para guiar o consumidor, da entrada às prateleiras organizadas com os produtos.

Quando a sinalização não é clara, o consumidor fica confuso e pode ir embora mais cedo e sem comprar tudo o que pretendia.

É importante tomar cuidado para que as sinalizações não sejam agressivas.

Frases como “Você está sendo filmado” ou uma ordem para não tocar em algum item podem causar desconforto nas pessoas.

Evite frases negativas ou de proibição em peças de merchandising no PDV.

Cuide para que suas mensagens no PDV sejam sempre sutis e amigáveis.

Desorganização ou má disposição de produtos

O consumidor fica mal impressionado quando os produtos estão amontoados e desorganizados nas prateleiras.

Em geral, as pessoas têm pouco tempo disponível para fazer compras. Por isso, é importante que a localização dos produtos seja fácil e rápida de encontrar.

Dessa maneira, o consumidor fica satisfeito e segue em frente em busca do próximo produto em sua lista de compras.

Promoções sem destaque

Outro fator que pode atrapalhar muito as suas vendas é a falta de destaque para as promoções.

Não adianta traçar estratégias comerciais e não as comunicar bem.

Ao entrar no PDV, o consumidor deve ser informado imediatamente de que existem ofertas especiais à sua disposição.

Quando é bem feito, o merchandising visual de promoções cria o impulso de compra, oportunidade imperdível de fazer boas vendas.

Temperatura inadequada

Um grande erro nos Pontos de Venda é não ajustar a temperatura de forma confortável para os consumidores.

Ambientes muito quentes ou muito frios podem afastar os clientes.

A dica é optar por uma temperatura amena e ajustá-la conforme o clima se alterar.

Escolha de cores desagradáveis

A escolha de cores é fundamental no Ponto de Venda.

O excesso de cores berrantes pode ser desagradável e confundir o olhar do cliente.

Por outro lado, um ambiente com cores “desmaiadas”, pode parecer monótono e desestimular o ímpeto de compra do consumidor.

Capriche na decoração interna, contrate profissionais capacitados para desenvolver um projeto estético  “vendedor” para o seu PDV.

Mobília mal estruturada

Se gôndolas e mostruários de produtos não forem corretamente instalados, o visual de toda a loja pode ficar desagradável e afastar os clientes.

Portanto, evite realizar a instalação por conta própria e procure contratar um especialista.

Mau uso dos espaços

Um PDV com excesso de espaços vazios pode passar a sensação de abandono.

Por outro lado, um lugar com pouco espaço para passagem pode dificultar o acesso do consumidor aos produtos.

Por isso, é importante organizar o PDV com um layout que ofereça grande quantidade de produtos, mas que permita ao consumidor transitar por ali de maneira confortável.

Ignorar as necessidades do público alvo

Em qualquer Ponto de Venda, é preciso pensar antes no público alvo para formatar suas estratégias de merchandising.

É preciso pensar em cada detalhe: layout, móveis, cores, músicas, sinalizações, promoções, organização e atratividade dos produtos nas gôndolas.

Materiais de PDV de baixa qualidade

Se você não tomar cuidado com a escolha do fornecedor, pode acabar se frustrando com materiais de PDV de baixa qualidade.

Para evitar problemas, pesquise a fundo o portfólio da empresa escolhida, a forma como ela trabalha e as tecnologias utilizadas por ela.

Falta de cuidado com o estoque

E você sabe: é importante atualizar constantemente o estoque do PDV.

Manter à mostra produtos que não vendem pode passar a impressão de pouco movimento em sua loja.

Você também sabe: produtos que não vendem são capital parado.

Seja rápido e decidido: faça a substituição desses produtos por outros que geram lucro o tempo todo.

Falta de valorização dos “hot points”

As áreas do estabelecimento com maior visibilidade são chamadas de hot points e devem ser priorizadas para otimizar as vendas.

Alguns dos hot points são a parte central da gôndola, as ilhas baixas, os corredores de fluxo obrigatório e as prateleiras na altura dos olhos.

Se você não destacar esses pontos, estará perdendo a oportunidade de aumentar suas vendas.

Ignorar a área do caixa

É um grande erro esquecer a área do caixa por acreditar que ali o processo de compra já foi finalizado.

A área do caixa pode ser uma excelente oportunidade de exposição de produtos que são comprados por impulso.

Essa área também pode ser utilizada para mostrar novidades da loja ou para anunciar um programa de fidelidade.

Para vender mais, evite os erros que apontamos neste artigo e siga em frente, sempre planejando ações de merchandising sólidas e precisas que vão manter o seu PDV em movimento permanente e ascendente.

Se você gostou desse conteúdo, aproveite para se inscrever em nossa newsletter!

Receba por e-mail conteúdos interessantes e promoções exclusivas. E veja outras dicas para vender mais em https://blog.seriana.com.br

  • Newsletter

    Inscreva-se e receba nossas novidades