Rua Senador Lúcio Bittencourt, 90
Carlos Prates | Belo Horizonte
MG - CEP 30710-070

7 passos para aumentar as vendas com merchandising no Ponto de Venda

merchandising no ponto de venda

O consumidor tem cada vez mais acesso à informação. E a corrida para a empresa, a marca e o produto se destacarem da concorrência exige novos estímulos diariamente. Nos pontos de venda, é preciso ir além da oferta de produtos estratégicos.

Encontrar formas de envolver as pessoas e tornar os ambientes mais atrativos para que um produto seja visto e reconhecido: esta busca se mostra de máxima relevância para os fabricantes.

Aumentar as vendas com merchandising no ponto de venda é um tema importante no dia a dia das empresas. Por isso mesmo, ações promocionais de interação direta com o público vêm se multiplicando. Hoje, temos uma série de aplicações e formatos que são preciosos para estreitar relações com o consumidor.

É fato que a interação entre o público e a marca/produto tem influência real na decisão de compra. Além de uma necessidade, o consumo passou a ser também uma experiência.

Separamos 7 passos simples para que suas ações de merchandising no ponto de venda tenham sucesso.

  • 1 – Planejamento

    É fundamental conhecer os espaços dos pontos de venda como um todo. Por exemplo, para simular a caminhada do consumidor da entrada, até chegar ao seu produto na prateleira ou balcão. Pode parecer óbvio, mas essa prática lhe dará segurança para identificar oportunidades de dispor estímulos visuais ao longo dos percursos.

    Além de indicar caminhos, também vale estabelecer associações entre produtos. O cross-merchandising é uma técnica que só é possível aplicar se você conhecer bem o PDV. Procure visitar as sessões para além do local específico destinado ao produto que está sendo trabalhado na ação.

    Por exemplo: se a sua marca oferece um laticínio, que tal incluir um totem do seu produto na sessão de achocolatados?

  • 2 – Ações sensoriais

    Apostar em experiências que vão além dos recursos visuais pode fazer a diferença para conquistar o consumidor. Disponibilizar degustações por meio de promotores de vendas é uma estratégia bem conhecida, com benefícios comprovados. Mas podemos desenvolver outras ações criativas, associadas ou não ao paladar.

    Visão, paladar, olfato, audição e tato: experiências sensoriais devem envolver o estímulo do maior número possível de sentidos.

    Quando uma mensagem é complementada e reforçada com sensações distintas, como a audição de uma música marcante junto a um perfume agradável, o consumidor amplia a percepção e o reconhecimento da marca e do produto.

    Se trabalharmos com pontos de vendas pulverizados – e naturezas variadas de ambientes – é possível simplificar sem perder o charme. Caso o seu produto seja uma bebida quente, pode ser interessante dispor uma área de degustação próxima de ambientes mais frios, como o setor de congelados.

    E, em paralelo, que tal manter um umidificador de ar exalando um vaporzinho aromatizado?

  • 3 – Interatividade

    Além das possibilidades sensoriais, convidar o seu consumidor a participar da ação é uma tacada de mestre! Indicar atitudes como “Puxe aqui” ou “Empurre uma peça” – para ver o restante da mensagem, – pode ser o ponto de contato que faltava para iniciar uma relação com o cliente.

    Perceba que você não precisa necessariamente dispor de recursos tecnológicos para trabalhar de maneira interativa, ainda que a tecnologia possa contribuir para potencializar como mídia o merchandising no ponto de venda (falaremos sobre isso no próximo tópico).

    O fato é que a interação pode ser provocada de muitas formas, inclusive com materiais impressos. Jogos rápidos que levam o consumidor a conquistar brindes, descontos ou vantagens especiais, são estratégias excelentes.

    Se você não tem muito espaço – como em pontos de venda que abrigam muitas sessões de produtos diferentes –, adesivos de chão ou móbiles suspensos são sempre ótimas opções para chamar atenção e diferenciar sua marca e seu produto no PDV.

    O mais importante é proporcionar um ambiente agradável e acessível para a interação das pessoas.

  • 4 – Merchandising como mídia

    Ainda falando em interatividade, jamais podemos nos esquecer de aproveitar os benefícios da internet. Incluir um QR code nas suas peças de PDV pode levar o consumidor a obter informações e vantagens complementares no ambiente online.

    Ao utilizar o merchandising no ponto de venda como mídia, priorize mensagens curtas e objetivas, com comandos de ação como: “Visite agora” ou “Acesse online”. As informações da campanha, de fato, poderão ser entregues diretamente na sua página da internet.

    Assim, você aproveita todo o potencial do momento presencial para instigar a curiosidade e proporcionar ao consumidor a oportunidade de conferir mensagens detalhadas em um momento mais apropriado para leituras e assimilações.

  • 5 – Mensagens úteis e/ou divertidas

    O conteúdo da sua ação de merchandising no ponto de venda é tão importante quanto os recursos e ferramentas que você vai utilizar. Informações claras e objetivas sobre o seu produto ficam ainda mais fortes quando somadas a apelos visuais bonitos e convites instigantes.

    Se a sua intenção é convencer sobre uma vantagem, conte uma história convincente. Qualidades específicas e dados reais que ressaltam características de inovações serão sempre bem-vindos e somarão como estratégia de conquista do consumidor.

    Porém, se o seu produto não se enquadra em um contexto de inovação, um caminho interessante poderá ser a diversão. Utilizar o humor na elaboração de uma mensagem pode torná-la estimulante e mais palatável para ser absorvida pelas pessoas.

  • 6 – Sazonalidades

    Aproveitar as datas comemorativas para fazer merchandising no ponto de venda é um requisito básico de qualquer calendário de ações publicitárias. Caso o seu produto esteja associado ao público feminino, abrem-se oportunidades claras para campanhas no Dia das Mães, no Dia das Mulheres e no Outubro Rosa.

    Mas também em datas que abrangem o gênero masculino, como o Dia dos Namorados e o Dia do Professor.

    O mais importante é identificar o potencial dos seus produtos em cada época. Feito isso, é hora de abusar da criatividade para se destacar nas lojas.

    Nesse momento, todos os passos mencionados acima deverão ser considerados – e aplicados de acordo com os objetivos específicos de cada ação planejada e de cada produto comercializado.

  • 7 – Abastecimento

    Para vender bem, seu produto tem de estar sempre em evidência nos pontos de venda. Porém, como itens promocionais tendem a sair com mais rapidez das prateleiras, planejar as reposições do seu produto no PDV é diferente quando você está realizando uma ação de merchandising.

    Um bom planejamento de merchandising no ponto de venda requer também a previsão de uma estratégia de reabastecimento exclusiva para os períodos de campanha.

    Priorize os horários e dias da semana com menor fluxo de pessoas no PDV. E concentre-se no fato de que a mensagem final é o produto em si. Assim, quanto mais visível e organizado ele estiver, maiores as chances de ser levado para casa.

Esses são apenas 7 passos, entre muitos outros aspectos relevantes que podem ser considerados para aumentar as vendas com merchandising no ponto de venda.

Se você tem uma contribuição ou dúvida relacionada a soluções para PDVs, deixe um comentário aqui no Blog. Teremos prazer em trocar informações.

  • Newsletter

    Inscreva-se e receba nossas novidades